23/05/2017

CELLY CAMPELLO E SEU ETERNO HIT ESTÚPIDO CÚPIDO

 

Célia Benelli Campello (1942 – 2003), ou Celly Campello, foi uma das precursoras do rock no Brasil. Começou a carreira de apresentadora com apenas 12 anos de idade. Aos 17, estreou ao lado no irmão Tony um programa de TV chamado Tony e Celly em HI-Fi. Nessa mesma época lançou a música Estúpido Cúpido, seu maior sucesso até hoje. A fama rendeu inúmeros prêmios. Até uma boneca Celly Campello foi lançada no mercado. Mas para tristeza dos fãs, Celly abandonou a carreira para se casar e morar na cidade de Campinas. Mesmo assim, ela é ainda hoje lembrada por hits como Banho de Lua, Lacinho Cor-de-rosa e, obviamente, Estúpido Cúpido. Com o lançamento da novela global Estúpido Cúpido, em 1976, as músicas de Celly voltaram à moda. Aliás, elas ainda tocam nas festas flash-backs que rolam pelo interior do país.

22/05/2017

ET - O EXTRATERRESTRE E A ONDA DE FILMES PARA ADOLESCENTES DOS ANOS 80


ET – O Extraterrestre foi o segundo filme da história do cinema a faturar mais de US$ 700 milhões depois de Star Wars. Foi durante anos o filme com maior arrecadação da história de cinema. Justifica-se. Ao ser lançado em 1982, provocou uma grande comoção entre o público jovem. Milhões de adolescentes formaram filas quilométricas nas portas dos cinemas. Alguns chegaram a assisti-lo três vezes seguidas.
Com a história de um alienígena abandonado na Terra que faz amizade com uma criança, o filme de Steven Spielberg concorreu nas principais categorias do Oscar e do Globo de Ouro. Chegou a ganhar o Oscar de melhores efeitos especiais, trilha sonora e edição de som. Ganhou o Globo de Ouro de melhor filme – drama e melhor trilha sonora.
No Brasil, ET – O Extraterrestre foi lançado no Natal de 1982. Com o sucesso entre o público adolescente, gerou produtos de consumo como pôsteres, capas de caderno, camisetas... Mas seu maior feito foi outro. Ele deu origem a uma série de filmes para o público jovem, a maioria de grande sucesso. Entre esses filmes, vale lembrar de O Enigma da Pirâmide, O Milagre Veio do Espaço, Os Goonies, De Volta para o Futuro...

20/05/2017

LYNDA CARTER, A ETERNA MULHER MARAVILHA DOS SERIADOS DE TV

 

Famosa pelo papel da protagonista no seriado A Mulher Maravilha, Lynda Carter nasceu no estado norte-americano do Arizona em 1951. Antes de se tornar conhecida como atriz, participou do concurso Miss Mundo tirando o segundo lugar (com o detalhe de que foi a grande vencedora da etapa americana do concurso). O curioso é que ela não passou no teste para interpretar a personagem no piloto, mas depois venceu outras 2 mil candidatas para estrelar a série. A Mulher Maravilha foi exibida pela TV norte-americana entre 1976 e 1979, estreiando no Brasil praticamente na mesma época. Contava a história da princesa amazona que foi mandada para o mundo dos homens para lutar pela paz e pela justiça. Com o fim do seriado, Lynda Carter investiu na carreira de cantora e fez participação em diversos seriados de TV. A sua imagem é até hoje associada à Mulher Maravilha.
A personagem Mulher Maravilha foi criada em 1941 pelo psicólogo, advogado e pedagogo norte-americano William Marston. Sua primeira história foi publicada na revista All Star Comics. Ela foi idealizada como filha da rainha das amazonas, uma tribo de mulheres guerreiras. Sua inspiração surgiu do mito grego das amazonas, cujas mulheres combatiam os homens em pé de igualdade. Nos quadrinhos, ela se une a Batman, Super-homem, Flash e outros super-heróis no grupo Liga da Justiça.

19/05/2017

AVENTURAS E ESPORTES NA SÉRIE ARMAÇÃO ILIMITADA


Exibido pela Rede Globo entre os anos de 1985 e 1988, o seriado Armação Ilimitada era protagonizado pelos atores Kadu Moliterno e André de Biasi, com participação de Andréa Beltrão, Jonas Torres e Francisco Milani. Contava as aventuras da dupla Juba e Lula, dois moradores da zona sul carioca que prestavam serviços através da sua firma Armação Ilimitada. Com uma linguagem de videoclipe e roteiro direcionado ao público jovem, misturava aventura e esportes (principalmente surf). Tinha as praias do Rio de Janeiro como um dos seus principais cenários. Seu principal público eram os adolescentes. Armação Ilimitada reprisada duas vezes pelo canal por assinatura Viva. 

18/05/2017

BETTY BOOP, UMA DAS MAIS ANTIGAS PERSONAGENS DOS DESENHOS

 

Acredite se quiser, mas a melindrosa Betty Boop é uma das personagens mais antigas da história dos desenhos animados. Foi criada nos Estados Unidos em 1930. Surgiu primeiro como personagem secundária no desenho Dizzi Dishes da série Tlakartoons, curtas de animação exibidos nos cinemas da época. Seu jeito de garota independente acabou enfurecendo os moralistas, mas não impediu que caísse nas graças do público. Décadas depois, Betty foi homenageada com uma participação no longa Uma Cilada para Roger Rabbit, de Robert Zemeckis. No Brasil, seus desenhos chegaram a ser exibidos pela TV Cultura. Nos anos 2010, Betty virou modismo entre o público feminino. Sua imagem foi estampada em lenços, mochilas, carteiras, bolsas, sombrinha e outros acessórios.